Rocsolo
Enfilagens - Rocsolo Estedrain

Enfilagens

O método de enfilagem tubular injetada é um sistema para pré-suporte de escavações, utilizado em casos de solos em condições de subsidências e em maciços sedimentares. Essa solução aumenta a estabilidade e a segurança na área de trabalho, pois transfere as cargas na direção longitudinal da escavação e diminui as deformações induzidas pela interferência no maciço.

A enfilagem é um conjunto de perfurações sub-horizontais, com um tubo de aço em seu interior, o qual é preenchido com calda de cimento. As perfurações são feitas rodeando o perímetro da escavação, de modo a formar uma pré-abóbada para suportar o terreno situado acima e reduzir os recalques.

Esse sistema de pré-suporte é, frequentemente, usado para aumentar a estabilidade na seção de emboque em construções subterrâneas. A enfilagem tubular também pode ser empregada para reescavação em áreas que sofreram colapsos e para avanços em zonas de falhas, entre outros

Os preparos que antecedem a execução da enfilagem devem contemplar itens como a sondagem do maciço de trabalho, o projeto de locação das enfilagens e a sua especificação (com numeração e comprimento dos tubos e sequência de execução). Veja as principais etapas de um procedimento de enfilagem para escavação de túneis.

  1. Montagem e preparação dos tubos
    Os tubos metálicos são montados com cortes, emendas ou rosqueamento para que possam compor as enfilagens, de acordo com o comprimento estipulado no projeto. São feitas perfurações nos tubos (em geral com broca de 8 mm) para que a calda de cimento a ser injetada possa "vazar" para entrar em contato com o maciço. A ponta do tubo, a qual ficará na parte final do furo, é fechada em forma de bico ou cunha para facilitar sua introdução na perfuração.
     
  2. Perfuração 
    A perfuração é feita com máquina perfuratriz hidráulica ou pneumática. Costumam ser usadas brocas com diâmetro de pelo menos 4 polegadas. As perfurações costumam ter aclividade entre 5o e 15o e profundidades entre 12 m e 18 m em geral (esses valores, entretanto, podem variar em alguns projetos). Caso a perfuração seja feita a seco, são usadas brocas tricônicas ou bits especiais com ar comprimido para a limpeza do furo. Caso a perfuração utilize circulação de água, são necessárias bombas d'água com capacidade adequada para limpeza do furo e refrigeração das brocas.
    Se houver material rochoso no percurso da perfuração, devem ser usadas ferramentas como martelos pneumáticos de superfície ou de fundo (tipo "down the hole").
     
  3. Instalação dos tubos 
    Ao final da execução da perfuração, o tubo é transportado manualmente da área de montagem até o furo. A introdução do tubo e a sua instalação devem ser feitas de forma lenta e cuidadosa, para evitar qualquer dano ao duto por conta de flexão excessiva ou de atrito.
     
  4. Injeção das enfilagens 
    A injeção do tubo é feita com calda de cimento aplicada com pressão suficiente. Essa fase é executada por meio da introdução de uma coluna de injeção com obturador simples no interior do duto da enfilagem. Através dela, é injetada a calda de cimento até o seu vazamento pela boca do furo. A calda de cimento tem fator água/ cimento de 0,5 em peso como referência.

A ROCSOLO ESTEDRAIN posiciona-se como uma empresa sólida e de confiança, que fundamenta sua estratégia de crescimento na diversificação, qualidade e inovação, e na identificação das principais oportunidades de negócios, em direção aos novos desafios e à satisfação cada vez maior de seus clientes.